BR 10 2017 020504 5

DISPOSITIVO PARA AVALIAÇÃO DE ÁREA DEGRADADA.

 

O QUE É?

A presente invenção se refere a um dispositivo composto por um conjunto de discos sobrepostos e de tamanhos diferentes entre eles, que são fixados em um anteparo de cinco lados de formato côncavo de ângulos retos na parte frontal e anteparo de formato quadrangular na parte traseira, que apresenta uma escala qualitativa e quantitativa para auxiliar no processo de restauração ecológica de ambientes terrestres. Essa escala é constituída por quatro discos giratórios e sobrepostos, que trazem quatro parâmetros: Impacto, Área, Tendência e Diagnóstico. Cada parâmetro possui um valor que varia de 01 (um) a 05 (cinco). A relação entre os parâmetros e os valores determina o grau de degradação de um ambiente terrestre e uma indicação de manejo da área degradada. Esta invenção que auxilia na caracterização e manejo de ambientes terrestres alterados ou degradados, pois apresenta um conjunto de proposições gerais de medidas de recuperação ambiental. Esta invenção permite caracterizar áreas de preservação permanente e de reserva legal degradadas ou alteradas, além de auxiliar no manejo de unidades de conservação, distritos industriais, praças e áreas verdes urbanas e rurais.

 

INVENTORES

Antonio Pancrácio de Souza
Antonio Conceição Paranhos Filho
Anny Keli Aparecida Alves Cândido
Cesar Rodrigues de Carvalho
Clóvis dos Santos Junior
Domingos Sávio Barbosa
Normandes Matos da Silva
Pedro Lopes Miranda Junior
Roger Resmini

 

PROPRIEDADE INTELECTUAL

BR 10 2017 020504 5
cod UFMS 064
Depósito 25/09/2017

 

TITULARIDADE

UFMS – Universidade Federal de Mato Grosso do Sul
UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso


Portfólio de Patente