Estudantes de Angola e Moçambique conhecem instalações da PIME e Batlab

Postado por: Guilherme Souza Castro

Nesta segunda-feira (16), oito estudantes da Angola e Moçambique conheceram as instalações da Pantanal Incubadora de Empresas (Pime) e do Laboratório de Inteligência Artificial, Eletrônica de Potência e Eletrônica Digital (Batlab), pertencentes à Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). O grupo ficará na Universidade por dois meses, realizando atividades de iniciação científica por meio do Programa de Incentivo à Formação Cientifica de Estudantes de Moçambique e Angola Edição 2012 da Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes).

De acordo com Leandro Zanqueti de Oliveira, gestor da Pime, o objetivo da visita foi apresentar aos estudantes algumas das atividades desenvolvidas pela instituição ligadas ao empreendedorismo, inovação e tecnologia. A Pime tem como objetivos apoiar a formação e consolidação de empresas mistas caracterizadas pelo conteúdo inovador e contribuição para o desenvolvimento do mercado brasileiro e internacional de modo a assegurar seu fortalecimento e melhoria do seu desempenho e desenvolver na Universidade uma cultura empreendedora.

Dentre as empresas incubadas, eles puderam conhecer um pouco da Morena Flora, comenta. A empresa Morena Flora, trabalha com a produção de cosméticos compatíveis com a barreira lamelar da pele, com uma performance superior para os tratamentos de capilares, utilizando extratos naturais e óleos essenciais de plantas do cerrado, valorizando a matéria prima regional promovendo sua extração de forma sustentável e tem como responsável técnica a química Valéria de Oliveira Dias, formada pela UFMS.

Em seguida, o grupo foi conhecer as instalações do Batlab. O professor Luigi Galotto Junior recepcionou os estudantes e apresentou as instalações, equipamentos e principais projetos desenvolvidos pela equipe de pesquisadores. O Batlab integra a infraestrutura de pesquisa do programa de Mestrado em Engenharia Elétrica. Dentre os projetos apresentados pelo professor Luigi, estava o intitulado Sistema Inversor Monofásico de 1kW de baixo custo e alto rendimento para Sistemas de Geração Distribuída, que conquistou prêmio na edição de 2005 do International Future Energy Challenge (IEE).

Josemar Victorino, Joaquina Mhime, Fabio Teixeira, José Staline Santos e Antonio Mbenza, são os cinco alunos que vieram de Angola. De Moçambique, vieram Filipa Madeira, Francisco Junior e Paula Milice. Para os estudantes, a experiência deve proporcionar rica troca de experiências e trazer mais conhecimentos.

Compartilhe:
Veja também